Vai completar o tanque, então saiba com evitar uma terrível falha no motor

| 1 de agosto de 2015 | Nenhum Comentário

Encostou na bomba e mandou logo um “completa ai” e correu para a conveniência tomar aquele café expresso? É melhor repensar essa prática ou vai pagar caro!

Captura de Tela 2015-08-01 às 19.17.16Um Ford Fusion encosta na bomba, completa o tanque e o carro começa a falhar terrivelmente, acontecimento mais comum do que parece, tudo por culpa da falta de conhecimento do frentista e do consumidor sobre a existência de um reservatório especial dotado de um acumulador de gases que evaporam do tanque, mas ao receberem um montão de gasolina em natura acaba se danificando e complica até a vida do motor que se engasga com esse combustível em excesso!

 

A cerca de 30 anos atrás os carros simplesmente liberavam os gases de combustível que evaporavam ao ambiente através de um respiro, mas as normas ambientais de emissões impostas pelo governo proibiram essa prática e foram implementados reservatórios que acumulam esses gases que contém uma espécie de carvão que os acumula, conhecidos como canisters. Esse reservatório resolve muito bem sua função de acumular os gases do tanque, mas sofrem danos terríveis ao entrarem em contato com combustível em natura.

COMPLETA AI

Ao fazer esse pedido eu recomendo um complemento: Somente até disparar o gatinho pela primeira vez e pare, senão o respiro no alto do gargalo pode ser atingido e o canister poderá ser contaminado.

Captura de Tela 2015-08-01 às 19.07.01CANISTER CONTAMINADO

O combustível em natura provoca uma saturação no canister e o material interno acaba se deteriorando, as partículas liberadas parecem carvão e acabam obstruindo as tubulações que se conectam ao canister e a válvula (EVAP) que trava aberta ou fechada, atrapalhando o controle da admissão dos gases acumulados, que deveriam ser queimados pelo próprio motor.

 

Captura de Tela 2015-08-01 às 19.07.55VÁLVULAS DO CANISTER (EVAP)

A válvula do canister em sua grande maioria é normalmente fechada, ou seja, ela fica fechada e quando recebe um sinal elétrico do módulo de controle do motor, permite a admissão e queima dos gases acumulados no canister, mas atenção a sua abertura é controlada pelo módulo de injeção com base em uma programação, mas se ela travar aberta e ainda por cima o frentista abastecer o tanque em excesso, a admissão de gasolina em natura é quase certa na moira dos projetos provocando um afogamento da máquina.

 

SINTOMAS RUINS

O alto consumo de combustível passa a ser algo certo caso a EVAP trave aberta, sintoma de motor afogado e até mesmo um aviso luminoso no painel pode acontecer, seja pelo indicador de anomalia do sistema de injeção ou de emissões.

VÍDEOS RELEVANTES

BANNER ARTIGOS

Categoria: Artigos

About the Author ()

Profissional do ramo automotivo, dedicado a fornecer as informações necessárias, para a construção de uma relação positiva entre os consumidores e reparadores.