O Pneu Furou?

| 1 de abril de 2013 | Nenhum Comentário

Trocar um pneu é algo simples para quem o faz pela segunda vez. A primeira vez pede uma sequência simples de movimentos que trazem segurança e eficiencia à troca deste item tão importante.

 

Antes de falarmos das dicas, vamos lembrar a sequência para uma troca segura do pneu furado:

  1. “Se o pneu furou, acenda o farol” Esse trecho da música de Tim Maia serve para lembrar que a segurança vem em primeiríssimo lugar. Lembre de sinalizar o local da troca com o triângulo, lanterna ou outros, para que ninguém colida com você durante a substituição do pneu furado.
  2. Verifique se o step está cheio e se as ferramentas para a substituição estão presentes:
  • Triangulo de Sinalização (primeiro item a ser utilizado para sua segurança)
  • Macaco para levantar o veículo
  • Chave de Roda (antes de tudo, verifique se a chave de roda se encaixa perfeitamente nos parafusos da roda)

Agora que tudo está certo, vamos trocar o pneu:

  1. Puxe o Freio de Mão e coloque calços como pedras nas rodas para evitar que o veículo se movimente.
  2. Afrouxe o aperto dos parafusos da roda a ser substituida, mas não remova os parafusos totalmente.
  3. Encaixe o macaco no local de apoio do veículo e levante o veículo bem devagar, sempre observando a inclinação do macaco e o comportamento do solo onde ele se apoia (se o solo ceder, a dica é calçar com um pedaço de madeira).
  4. Com o pneu já no alto, ou seja livre para remoção, é chegado o momento de se terminar de remover os parafusos que seguram a roda. Lembrando que você soltou os parafusos com o carro ainda no solo e agora é só terminar de remove-los.
  5. Substitua a roda com pneu furado e proceda a montagem com a seqüência inversa a desmontagem.
  6. Coloque os parafusos da roda, apenas encostando os parafusos sem dar o aperto final, lembrando que o carro está no alto e o veículo está levantado sobre o macaco e pode cair caso tente dar um aperto forte nos parafusos.
  7. Abaixe o macaco lentamente.
  8. Aperte definitivamente os parafusos que seguram a roda.
  9. Guarde o pneu furado e as ferramentas.
  10. Agora sim, você pode remover os apoios de segurança que você talvez tenha colocado nas rodas.
  11. Por último remova a sinalização de segurança e siga até uma oficina para dar o aperto na roda com o Torquimetro, para calibrar o step que você montou, consertar o pneu furado ou mesmo substituir o pneu por um novo.

Torquimetro

O torquimetro é uma ferramenta calibrada que dá um aperto correto nos parafusos da roda evitando assim que se desprenda ou que as roscas dos parafusos se danifiquem por excesso de aperto.

Evite o uso de máquinas de impacto nos parafusos da roda ou confira o aperto obrigatóriamente com o torquimetro, pois máquinas de impacto podem falhar por vários motivos.

Troca Resumida

  1. Sinalize o local de Troca.
  2. Breque o veículo.
  3. Solte apenas o aperto dos parafusos da roda (com o carro ainda no solo).
  4. Levante o veículo até liberar a roda.
  5. Remova totalmente os parafusos que você desapertou no solo e substitua a roda.
  6. Aplique os parafusos até o fim de sua rosca sem apertar.
  7. Desça o veículo totalmente ao solo.
  8. Aperte totalmente os parafusos da roda.
  9. Guarde as ferramentas e a roda com pneu furado.
  10. Recolha o item de sinalização.

Pronto, agora você pode seguir até uma oficina e conferir o resto.

  • Segue agora 4 dicas caso a situação se complique

1 – Caso os parafusos estejam travados

2 – Torquimetro

O Torquimetro é utilizado para evitar danos aos parafusos por excesso ou falta de aperto. Esses danos vão de danos a rosca, quebra do parafuso ou mesmo evitar que fiquem soltos por aperto insuficiente. Rodas de alumínio, são as que mais necessitam da utilização desta ferramenta para um correto aperto.

Um exemplo de dano, é o excesso de aperto nas porcas da roda da caminhonete Hilux. O fabricante indica um máximo de 12 kilos de aperto, e quando excedido esse torque, o prisioneiro que segura a roda costuma se romper causando transtornos e prejuízos ao proprietário, sem falar na segurança.

3 – Parafusos 

O vídeo abaixo mostra uma dica sobre parafusos de roda e possíveis danos.

 

4 – Roda presa, mesmo sem os parafusos

Caso você solte totalmente os parafusos e a roda não saia do lugar, é possível que a roda tenha grudado o seu centro de apoio, devido a ferrugem, e a dica é apenas soltar o aperto da roda com o carro no solo e ir para frente e para trás, para que o centro da roda se solte, já que seus parafusos estão frouxos e a ferrugem que travou o centro da roda ao cubo, não vai aguentar o peso do veículo, e assim se soltará. Bater na roda com o carro levantado no macaco, é super perigoso, e por isso vale mais seguir a dica para não suar a camisa, mas lembre de realizar este procedimento com os parafusos frouxos, e nunca sem eles, se não quando o cubo se desprender, a roda vai cair, ok!

Para finalizar eu recomendo que sempre tenha consigo um pedaço de cano para aumentar a força da chave de roda, um pedaço de madeira para colocar entre o solo e o macaco, e um daqueles protetores de para-brisa para colocar no chão caso precise se deitar. Nunca coloque sua perna embaixo do carro durante a troca, pois o macaco pode falhar, e ai você vai perder o jantar de aniversario de casamento de sua querida Bisavó!

BANNER ARTIGOS

Categoria: Artigos, Direção, Suspensão

About the Author ()

Profissional do ramo automotivo, dedicado a fornecer as informações necessárias, para a construção de uma relação positiva entre os consumidores e reparadores.