O motor está emitindo ruídos (grilando) ou falhando? Conheça o Sensor de Detonação.

| 20 de maio de 2013 | Nenhum Comentário

“Os motores flex podem apresentar níveis de ruídos diferentes, dependendo do combustível utilizado (etanol ou gasolina), bem como o percentual de mistura. Este comportamento é normal e não afeta o desempenho do motor”

A frase acima é um resumo do que se encontra nos manuais dos automóveis FLEX, e você precisa ficar atento ao fato de que os motores flex são um meio termo em se tratando de taxa de compressão para o álcool e a gasolina, ou seja, não é ideal para nenhum dos dois e isso só poderá ser resolvido com um motor com taxa variável de forma física e por isso vamos falar sobre alguns problemas que pioram a situação e também sobre o ouvido eletrônico.

knock_sensors_and_grounds

Mesmo que o sistema atual esteja operando bem, é possível ainda que o motor venha a emitir ruídos, e o vilão preferido das montadoras é o combustível que deveria ter ao menos 25% de álcool misturado a gasolina, mas o governo pratica um oscilação deste percentual e isso complica a vida de todo mundo. Você deve se perguntar então sobre uma possível elevação dos preços do álcool no futuro e a possibilidade de que o governo seja obrigado a inserir o álcool na gasolina, mesmo que a gasolina venha a custar bem menos, ou seja, estamos presos ao álcool devido a construção dos motores (taxa de compressão), não ser a ideal para uma quantidade inferior a 20% de álcool adicionado a gasolina. Se o açúcar dobrar de preço, os produtores de álcool naturalmente optariam por produzir açúcar, e INFELIZMENTE nós perdemos a poder de decisão, já que o motor flex não conseguirá funcionar com gasolina pura sem emitir a terrível batida de pino (glin, glin, glin).

Sensor de Detonação

detonacaoOs motores atuais precisam de várias informações para evitar a batida de pino e proporcionar o melhor funcionamento possível do motor e um sensor que não pode faltar ou falhar é o Sensor de Detonação ou Knock Sensor como é chamado em inglês, que se trata de um sensor piezo-elétrico, sensível a vibrações. Quando ocorre as detonações, as vibrações provenientes das reflexões de onda dentro da câmara de combustão fazem vibrar o elemento piezo-elétrico do sensor gerando um tensão elétrica no sensor que é enviada para ECU. Através da informação gerada o módulo de controle do motor adianta ou atrasa o avanço de ignição, mas claro que outros sensores são necessários a esses cálculos, como, o sensor de rotação, sonda lambda, temperatura entre outros.

O sensor de detonação poderá emitir um sinal irregular por vários fatores:

  • Solto ou com aperto irregular de seu parafuso de fixação que gira em torno de 2 quilos, mas que pode variar em busca de se solucionar algum problema.
  • Utilização de arruelas ou parafusos inadequados
  • Fixação em lugar inadequado
  • Fiação danificada ou solta (emitido vibração)
  • Interferência elétrica externa
  • Interferência magnética
  • Erros de construção dos chicotes
  • Aplicação de sensor errado (confira sempre o código do fabricante)
  • Umidade
  • Alterações mecânicas em todo o veículo que provoquem vibrações que se reflitam no bloco do motor
  • Outros

É importante avaliar as condições mecânicas do motor, qualidade do combustível, fiação e todo os sistema de alimentação, pois um sensor poderá emitir um sinal que “irregular” que leve a sua troca, mas que na verdade é um sinal verdadeiro que está senso provocado por anomalias elétricas ou mesmo mecânicas.

DICA : Uma falha do sensor ou um sinal irregular podem causar sintomas bem desagradáveis, e levar o profissional a trocar inúmeros componentes do sistema de controle eletrônico do motor incluindo o módulo de comando, e você precisa estar atento a isso, já que falhas intermitentes e mau desempenho também são causados por panes do Sensor de Detonação.

BANNER ARTIGOS

Categoria: Artigos, Falha Motor, Injeção Eletrônica, Motor Mecanica

About the Author ()

Profissional do ramo automotivo, dedicado a fornecer as informações necessárias, para a construção de uma relação positiva entre os consumidores e reparadores.