O freio fica duro, borrachudo ou baixo de forma intermitente?

| 27 de julho de 2014 | Nenhum Comentário

Nada mais assustador do que precisar dos freios, sentir o pedal duro ou baixo e ver o carro da frente crescer, crescer muito!

Uma forma de expressar nossas reais necessidades é solicitar ao prestador de serviço que troque uma peça ou realize um serviço que acreditamos solucionar um problema, mas atenção, pois um cliente que pede a troca das pastilhas de freio poderá na verdade estar tentando resolver um problema de freio que fica duro de forma aleatória colocando-o em situações de possíveis colisões, e neste momento o profissional precisa descobrir a verdadeira intenção por atrás do pedido do cliente, pois caso algo venha acontecer, o profissional pode ser responsabilizado por ter dado somente o que o cliente pediu “pastilhas” e não ter entregue (identificado) o que ele realmente “precisava”, pois o cliente é leigo e você mesmo não pediria um remédio a seu médico e ele o entregaria sem uma avaliação do seu real estado, certo?

PEDAL DE FREIO ALTO E DURO

servo freio

Os piores defeitos são aqueles que não se manifestam na presença do reparador encarregado pelo diagnóstico, e para complicar, em nosso cotidiano, o tempo destinado ao diagnóstico é cada vez menor, o que pode gerar um risco a segurança dos ocupantes e de terceiros, pois o defeito aqui citado é intermitente e acontece de surpresa, não escolhendo quem ou o que estará a frente.

Quando o pedal se apresenta duro, nem mesmo trepando no pedal de freio o carro parará  de forma eficiênte em alta velocidade, pois faltará o auxilio do servo freio que se aproveita do vácuo gerado pelo motor para auxilia-lo na força necessária para a frenagem, mas e se o vácuo do motor está bom e já fora feita até mesma a troca do cilindro mestre e do servo freio e o defeito persiste?

VÁLVULA DE RETENÇÃO DO SERVO FREIO (HIDROVÁCUO)

válvula servo freio

O vácuo gerado pelo motor é utilizado em todas as frenagens e este também é armazenado em parte no próprio servo freio e a válvula responsável por esta ação não pode falhar, ou seja, travar aberta permitindo a ausência de vácuo, o que se refletira em pedal duro e alto, colocando em pânico o mais experiente dos motoristas, e quando o sintoma de falha da válvula é aleatório, ele pode ser confundido com outros sintomas e levar a troca de peças equivocadamente. A válvula de retenção é conhecida simplesmente como VÁLVULA DO SERVO FREIO e como seu custo é baixo, recomendamos sua troca sempre que um sintoma parecido ocorrer.

FREIO DEFICIENTE

Todos os componentes do sistema merecem carinho e atenção, pois qualquer desgaste ou falha poderá comprometer sua eficiência, mas atenção, pois até mesmo as válvulas de cabeçote do motor, ou mesmo a sincronia da correia dentada ou um escapamento entupido poderão comprometer a qualidade do vácuo gerado pelo motor o que deixará seu freio bem ruim.

PEDAL BAIXO ALEATÓRIO

O pedal pode estar baixo por inúmeros motivos, mas de forma aleatória o problema é mais grave, pois coloca o condutor em situação de horror, pois nunca saberá exatamente quanto o freio vai falhar. Um dos defeitos clássicos é a falha do cilindro mestre, mas essa falha, geralmente não deixa apenas o pedal baixo, e sim, deixa-o sem ação, fazendo o freio falhar totalmente, e o defeito aqui descrito não indica ausência de freios e sim pedal baixo, portanto você precisa saber que um freio que para a rodas somente a meio pedal, pode ser apenas uma auto desregulagem dos REGULADORES DA LONAS TRASEIRAS, peças que possuem a função de manter as lonas de freio sempre próximas dos tambores, mas caso o regulador esteja danificado e se auto desrregulando, o pedal de freio terá seu curso alterado, pois precisará empurrar as lonas até os tambores antes de ser firmar e parar o veículo.

nível fluído freio

LUZ DE FREIO ACESA NO PAINEL OU PISCANDO

Um erro muito comum é o do frentista que vende fluido de freio afim de completar o nível do reservatório, matando assim a função do sensor de nível que alerta o motorista de problemas no sistema, ou seja, que o nível está baixo, mas não por que o “fluído gastou” e sim que ele baixou, pois supostamente existe um vazamento ou mesmo simples desgaste de lonas ou pastilhas. Entre outras palavras, nunca complete o fluido, pois algo está errado e você precisa procurar uma oficina o quanto antes, ou estará correndo grande risco de ficar sem freios.

FREIOS BORRACHUDOS

Os componentes do sistema de freio não devem ser movimentados ou substituídos por pessoas sem o mínimo de conhecimento sobre eles, pois são itens de segurança e se você, por exemplo, aplicar uma pastilha de freio nova junto ao disco de freios danificado, a possibilidade de danificar as pastilhas é enorme, sem falar claro de itens como o fluído de feio entre outros, o que pode prejudicar a eficiência e a durabilidade de todo o conjunto.

RODAS TRAVANDO APÓS UMA REVISÃO (defeito colocado)

Infelizmente alguns profissionais se valem da regulagem entre o cilindro mestre e o servo freio que existe na ponta do varão que sai do servo freio e empurra o embolo do cilindro a fim de levantar o pedal do freio, mas essa prática pode complicar a vida do mecânico que realiza, por exemplo, a troca ou simples ajuste das lonas traseiras, que na verdade era o defeito do veículo, e quando este ajuste se somar a regulagem indevida do varão, elas juntas vão provocar o travamento das rodas logo após as primeiras frenagens. Este sintoma sempre costuma desaparecer assim que as rodas esfriam e somente será resolvido se a alteração do varão for desfeita.

BANNER ARTIGOS

Categoria: Artigos, Freios

About the Author ()

Profissional do ramo automotivo, dedicado a fornecer as informações necessárias, para a construção de uma relação positiva entre os consumidores e reparadores.