Cambagem – Verdadeira ou Falsa?

| 6 de fevereiro de 2013 | Nenhum Comentário

Alinhar o veículo é fundamental para segurança e a durabilidade dos pneus entre outros itens da suspensão, mas e a correção do camber?

images (2)

A imagem acima ilustra a posição dos pneus de forma exagerada para que se possa compreender a deformidade que os pneus sofrem com possíveis irregularidades e vale ainda lembrar que muitos projetos possuem inclinações positivas ou negativas originais de fábrica e que essas inclinações são fundamentais para estabilidade do veículo.  O conjunto de pneus pode sofrer um desgaste irregular, o que justifica o chamado rodízio, a fim de realizar o equilibrio desse desgaste irregular causado pela inclinação de camber indicada pela engenharia que projetou o veículo. A inclinação EXAGERADA do camber pode ocorrer por inúmeros motivos, esses motivos variam de impactos, desgaste de componentes e principalmente de molas defeituosas que bastam ser substituidas para que o angulo de camber volte ao indicado pelo fabricante

Corrigindo a inclinação do camber

O famoso serviço de cambagem tem a função de corrigir a inclinação do camber, mas tenha atenção, por exemplo, ao estado das molas, pois se estiverem “cansadas” a suspensão irá trabalhar de forma irregular, o que provocará uma alteração das medidas do camber, e executar procedimentos com ferramentas hidráulicas a fim de “entortar” o amortecedor ou o conjunto, pode ser altamente prejudicial, até por que essa correção pode não resolver o problema em um veiculo com desgaste acentuado em componentes da suspensão e molas fracas que permitem a própria alteração das medidas do camber. 

 

Vai alinhar a direção – Evite dores de cabeça no procedimento e descubra o motivo do volante ficar torto após o alinhamento

 

Aplicação “quase” aceitável da ferramenta hidráulica, só que não!

Procedimentos com utilização de ferramentas hidráulicas não devem ser executados de forma a forçar os rolamentos de roda ou estruturas maciças dos amortecedores, pois esses danos são os mais comuns. Existem ferramentas que se fixam de forma especial e que não atingem os rolamentos como a imagem abaixo, onde é possível notar que ferramenta se conecta ao amortecedor/montante e não ao cubo da roda.

A imagem abaixo mostra um ajuste no angulo de encaixe entre as as peças e não agride diretamente o rolamento da roda, mas sim no suporte do rolamento (montante) em relação ao amortecedor, mas mesmo assim é irregular como exemplificado no caso abaixo, pois nada pode ser feito sem danificar o próprio amortecedor, mas infelizmente, é muito comum o uso de ferramentas hidráulicas em estruturas amortecedor/montante com 1 ou mesmo 02 parafusos, o que na verdade estaria causando uma agressão estrutural no amortecedor, ou melhor, entortando a peça, que na verdade apenas precisaria ser substituída devido a alguma deformidade causa, por exemplo, por um impacto.

download

 

Aplicação da ferramenta hidráulica de forma não recomendada (gravíssima)

A imagem abaixo apresenta uma forma de uso da ferramenta hidráulica que nunca devemos realizar  em serviços de “cambagem”, pois esta ferramenta se fixa ao cubo da roda e sua utilização pode causar graves danos ao rolamento da roda, que em alguns casos passa a roncar logo que o veículo sai da oficina ou algum tempo depois. Não existe um controle de torque para o uso do pistão hidráulico e nenhum profissional pode comprovar teoricamente ou na prática, a capacidade de controle da força aplicada, até porque o estado do rolamento agredido não pode ser atestado em relação a força aplicada.

Ciborg.
Captura de Tela 2013-02-06 às 21.20.09

 

Dica para a melhor forma de correção de camber existente no mercado.

prod14

Navegando por sites especializados em outros países é possível identificar a prática da instalação de componentes de suspensão com inúmeras regulagens que permitem o ajuste do camber. São tirantes, braços, pivos entre outros componentes, mas um Dispositivos para correção de Cambagem já pode ser encontrado em muitas oficinas do Brasil. Segue algumas dicas de instalação dessa super ferramenta.

CAM 10, 12, 14 e 16

Dispositivo que permite mudança no angulo de Camber em até 1º 45’ para positivo ou negativo (dependendo do veículo) pela substituição do parafuso superior, em suspensões que usam amortecedores com 2 (dois) parafusos na base ( McPherson).

Dispensa o uso de dispositivos hidráulicos (Ciborgue), pois não é necessário o uso de força.

Extremamente rápido, o serviço é executado em cerca de 05 minutos com o carro apoiado no piso e o alinhador posicionado na roda (tempo real).

É indicado para veículos com parafuso do amortecedor de diâmetro:

– 10 mm (Alfa Romeo, Fiat Uno, KIA, Volks, etc. ).

– 12 mm (Alfa Romeo, BMW, Chrysler, Demais FIAT, GM , MB Classe A, Renault, Suzuki,

Volvo, etc. ).

– 14 mm (Honda, Mitsubishi, Toyota, etc)

– 16 mm (Honda)
Captura de Tela 2013-02-06 às 21.32.41

Captura de Tela 2013-02-06 às 21.32.54


BANNER ARTIGOS

Tags: , , , , , , , ,

Categoria: Artigos, Direção