A Suspensão do seu carro está fazendo barulho?

| 23 de setembro de 2013 | Nenhum Comentário

A suspensão oferece segurança e conforto, mas quando os barulhos aparecem é importante conferir nossas dicas.

Andando em Recife para cobertura da feira AutoNor eu dei algumas dicas para o taxista sobre barulhos no veículo dele e quero fazer o mesmo com você leitor, ou seja, deixe eu sentar ao seu lado enquanto dirige seu carro e ouça algumas dicas interessantes sobre os principais defeitos de uma suspensão.

suspensão

TOC TOC NERVOSO

Buchas da barra estabilizadora – Essas borrachas são utilizadas para fixar e dar mobilidade a barra estabilizadora de muitos veículos e são necessárias 02 unidades por barra, e quando uma delas cria folga, o diferencial de movimento das suspensões dianteiras ou traseiras provocam batidas devido as folgas existentes, mas atenção, pois o diagnóstico dessas buchas deve ser realizado com o veículo no solo, onde o reparador pede que 02 pessoas balancem o carro lateralmente e este passa a buscar com a mão a possível folga entre a bucha e a barra estabilizadora.

Bieletas da barra estabilizadora – São barras de ligação entre a barra estabilizadora e os amortecedores, e devem ser avaliadas da mesma forma que as buchas da barra estabilizadora, ou seja, com o balanço lateral, mas atenção, pois recomendamos que após a substituição das peças um novo balanço lateral deve ser feito, então balance seu carro como se um tornado estivesse com apetite de tombar ele, e assim você simulará o movimento real da suspensão, já que as peças estão na posição de desgaste real, ou seja, se testar no elevador essas peças não apresentam folga, já que as molas da suspensão estão descomprimidas, ocultando qualquer folga.

Pivôs – Os pivôs tem um resultado terrível ao se romper, ou seja, a roda pode parar no retrovisor e seu diagnóstico pode ser feito através do balanço lateral e também com o veículo no alto, e suas batidas na suspensão costumam causar panico no condutor e já ocorreram inúmeros casos de veículos que tiveram essa peça rompida no momento de curva, o que provoca a queda do veículo para dentro da própria curva de forma aterradora.

Coxins de amortecedores – Esses componentes fazem a ligação entre a suspensão e a carroceria e em muitos casos eles precisam ser removidos para o correto diagnóstico.

Pratos de molas – Essa peça dá suporte as molas de suspensão e costumam sofrer deformidades ou criar um desgaste no centro que gera uma batida muito parecida com a dos pivôs e somente sua desmontagem dá condição a uma correta avaliação.

Amortecedores – 99% dos barulhos de suspensão NÃO provem de amortecedores defeituosos e muitos destes são trocados desnecessariamente, ou seja, na maioria das vezes a culpa do barulho é dos itens acima e o coitado do amortecedor dança atoa, mas claro que se ele estiver sem ação ou vazado a troca deve ser realizada de imediato.

Molas – As molas geralmente não fazem barulho, mas quebram e qualquer indicio de desgaste como elos batendo, pintura descascada, ferrugem ou veículo batendo facilmente a frente deve colocar o condutor em máxima atenção, pois elas quebram e podem atingir os pneus de forma imediata e se isso acontecer em movimento sua segurança estará seriamente comprometida.

Bandejas ou balanças – As bandejas podem sofrer deformidades ou desgaste em suas buchas e recomendamos que a troca da bucha seja substituída pela troca da bandeja completa e recomendamos a aplicação de peças homologadas por montadoras, pois pivôs de baixa qualidade e buchas de péssima qualidade costumam equipar as bandejas de marcas de baixa qualidade encontradas a preço baixo, ou seja, são tentadoras, mas não possuem o mínimo de qualidade e durabilidade.

SISTEMA DE DIREÇÃO

Terminais de direção – Os terminais geram um som de batida parecido com o dos pivôs, buchas da barra estabilizadora ou bieletas, masseu diagnóstico é diferente e por isso fica fácil distinguir dos outros, onde, com o veículo ainda no solo, basta solicitar que alguém chacoalhe o volante para os lados com força para que o reparador posso colocar a própria mão na coifa do terminal e determinar se ali existe alguma folga, esse teste vale também para a barra axial e a caixa de direção.

QUALIDADE DAS PEÇAS

Investir seu rico dinheiro em peças de marcas paralelas que contenham borracha pode ser um péssimo investimento, pois geralmente duram menos de 10% das marcas homologadas por montadoras, e articulações como pivôs e terminais podem colocar sua segurança em risco caso se rompam e novamente sua durabilidade é um fator determinante na escolha do produto a ser aplicado.


BANNER ARTIGOS

Categoria: Artigos, Suspensão

About the Author ()

Profissional do ramo automotivo, dedicado a fornecer as informações necessárias, para a construção de uma relação positiva entre os consumidores e reparadores.