Consumo exagerado de Óleo de motor ou vazamentos!

| 4 de maio de 2013 | Nenhum Comentário

Trocar a coitada da junta do cárter é fácil, mas o importante é resolver o problema, e você encontra aqui algumas dicas para não errar no diagnóstico!

É muito comum ver diagnósticos de vazamentos que condenam de cara a junta do cárter, onde na verdade mais de 90% dos vazamentos provem dos retentores do motor, seja dos comandos de válvulas e principalmente do retentor do virabrequim do lado do volante que fica entre o motor e o cambio. Um detalhe relevante é o ignorado “anti chamas” que não é verificado nas trocas de óleo e esse importante componente pode saturar e obstruir a ventilação do cárter e formar uma terrível pressão que vai provocar um terrível vazamento como os descritos em alguns dos vídeos indicados no final desse artigo e muito mais! O anti chamas obstruído também pode levar o reparador a retificar um motor em função da queima de óleo, onde na verdade o problema é

antichama

antichama

resolvido com a desobstrução da ventilação do cárter através da limpeza ou troca do anti chamas. Nesse caso a pressão gerada no cárter passou a empurrar o óleo para a câmara de combustão.

Naturalmente existem outros possíveis locais de vazamento como juntas de tampa de válvulas entre outros. Mas se o motor apenas consome óleo e não vaza, então os caminhos são outros.

Um sintoma facilmente detectável é a queima de óleo, e na matéria Motor Queimando Óleo – Qual a origem da fumaça?, aonde você descobre a origem de vários tipos de fumaça e suas causas.

Outro problema grave é o consumo de óleo, já que muitos condutores acreditam que basta trocar o óleo e só, mas esse terrível engano pode custar caro para a durabilidade do motor e por isso nosso artigo Óleo do Motor – Você está fazendo isso direito? pode ajudar você a quebrar alguns paradigmas e evitar um prejuízo monstruoso.

PRINCIPAIS DANOS MECÂNICOS QUE PROMOVEM O CONSUMO EXAGERADO DE ÓLEO

O desgaste de partes internas do motor como pistões, anéis, retentores de válvulas, guias de válvulas e mesmo a camisa podem aumentar consideravelmente o consumo de óleo. Um consumo silencioso que muitas vezes não apresenta uma fumaça expressiva.

Veja também:

Vazamento de óleo do motor – Junta do cárter ou retentor?

 Atenção: Todos os motores consomem óleo, pois os pistões e anéis precisam de lubrificação e basta você consultar o manual de seu veículo para saber a quantidade normal de consumo. Um exemplo é o Honda Fit 2013 que indica um consumo de até 1 litro para cada mil quilômetros, por isso fique atento e sempre confira o nível.

Veja algumas exemplos de falhas mecânicas que provocam alto consumo de óleo

  • Vácuo do cilindro agindo sobre um retentor de guia de válvula danificado ou mesmo um guia de válvulas riscado ou gasto que permite a admissão de lubrificante pela câmara de combustão, e que no final sai pelo escape após ser queimado na câmara de combustão.
  • Pistão com desgaste acentuado causado por tempo de uso, excesso de temperatura, aperto excessivo dos parafusos do cabeçote que acabam deformando a camisa, aonde essa deformação acaba desgastando o pistão em faixas detectadas visualmente em suas laterais e anéis, por isso tenha atenção na troca da junta de cabeçote ou retifica quanto ao torque correto e a necessidade de troca de parafusos, pois um parafuso com muito torque costuma comprometer a camisa, principalmente se esta já tiver sido aberta para um medida maior, pois ela se deforma com mais facilidade.
  • Ovalização ou desgaste cônico da camisa que acaba provocando o alinhamento dos anéis, riscos na camisa, permitindo assim a perda de compressão e o consumo de óleo.
  • Empenamento de bielas ou desalinhamento na usinagem de camisas que fazem com que o pistão e anéis trabalhem desalinhados.
  • Brunimento da camisa com seus ângulos e profundidades irregulares, onde o reparador não utiliza a especificação correta indicada para cada modelo de motor.
  • Injeção irregular de combustível que lava a lubrificação do cilindro causando desgaste acentuado em anéis, pistões e camisa que irá permitir a o consumo elevado de óleo.
  • Utilização de anéis novos em pistões usados é uma prática comum, mas é preciso realizar uma boa avaliação do estado dos pistões, pois caso contrário poderá ocorrer um grande consumo de óleo.

Clique aqui e confira outras dicas em vídeo sobre o assunto :)

Curta nossa Fã page!

 

Categoria: Falha Motor, Motor Mecanica