O Motor Ferveu? Olha a Pressão!

| 7 de abril de 2012 | 203 Comentários

O pior que pode ocorrer é um curioso cheio de boa intenção abrir a tampa “DEVAGARINHO”.

Não importa se  a tampa vai ser aberta rápido ou vagarosamente. A dica é, não abrir a tampa do reservatório com o motor quente, é preciso aguardar que o motor esfrie por alguns minutos e então abrir o reservatório para conferir e reabastecer se necessário.

O liquido do reservatório sempre irá jorrar ao abrir sua tampa com o motor quente, e não importa se o veículo é antigo ou moderno. Os motores modernos tem sua temperatura de trabalho em torno dos 100 graus, graças a utilização de aditivos modernos, enquanto os mais antigos trabalhavam com uma temperatura em torno dos 90 graus.

É preferível que o proprietário sempre tenha o telefone de um reparador de confiança, para pedir conselhos no momento de uma pane tão séria, como o super aquecimento do motor.

Um dos defeitos mais comuns que causam o super aquecimento, é a perda de liquido decorrente de pequenos vazamentos no sistema, onde bastará aguardar o motor esfriar, e então completar o sistema de arrefecimento com água, para que se possa chegar até uma oficina.

Existem defeitos muito mais complexos, e somente um profissional experiente poderá opinar em um momento de emergência.

  • Vamos falar sobre alguns dos defeitos mais comuns:
  1. Entupimento de mangueiras, conexões, radiadores e outros.
  2. Travamento da válvula termostática.
  3. Panes elétricas no sistema de acionamento do eletro ventilador.
  4. Vazamentos em radiadores furados, selos de motor, bomba d água, conexões, abraçadeiras mau apertadas, reservatórios trincados, sistemas de aquecimento interno do habitáculo, tampa do reservatório entre outros.

A tampa do reservatório é um dos grandes problemas, pois possui em sua construção, uma válvula estequiométrica que suporta uma certa pressão, e quando essa pressão supera o limite estabelecido pelo fabricante, o liquido é liberado para que se evite danos ao radiador, mangueiras entre outros devido ao excesso de pressão. A má notícia é que existem muitas tampas de baixa qualidade ,que liberam o liquido do sistema abaixo da pressão normal de trabalho. Um engano muito comum é substituir a tampa ,e não testar a nova. Como já comentamos, existem inúmeras tampas de baixa qualidade no mercado, muitas marcas tradicionais já apresentaram defeitos em nossos testes, e com certeza testamos todas as tampas antes da instalação.

  • Testes

Sempre exija que sejam feitos testes de vazamento no sistema de arrefecimento do motor e na tampa.


Atenção:
O que é conhecido por lama no liquido de arrefecimento, na verdade, é o resultado da corrosão resultante do contato dá água sem aditivo com as partes metálicas do motor, e a única forma de inibir essa corrosão é a utilização do ADITIVO de radiador, recomendado pelo fabricante e na proporção correta. O aditivo impede a ação natural da água sobre o metal, previne o ressecamento de partes plásticas, aumenta o ponto de ebulição do liquido, aumenta sua resistência ao congelamento, e ainda diminui a condutividade elétrica do liquido de arrefecimento, que pode atrapalhar o funcionamento do sensor de temperatura.

Solicite a análise de possíveis obstruções no sistema, principalmente se o liquido estiver amarelado com sinais de oxidação, pois a sedimentação deste material causa obstruções no radiador, curvas baixas de mangueiras finas, conexões de baixo diâmetro, sem nunca deixar de verificar especialmente a mangueira superior do reservatório, como, por exemplo, a da linha FORD que possui redutores internos que costuma se obstruir com detritos de corrosão que flutuam no liquido de arrefecimento entre outros.

Curta nossa Fã Page!

 

Confira também nosso artigo sobre testes de vazamento, clique aqui para ser direcionado.

Ter calma e atenção é a grande dica, quanto se trata de super aquecimento do motor.

Categoria: Artigos, Falha Motor, Motor Mecanica

%d blogueiros curtiram isso: